Denuncie esta foto
leila21
Rio de Janeiro - RJ
 

HONDA FEZ PACTO COM O DIABO..PARA TER SUCESSO DE VENDAS!

HONDA FEZ PACTO COM O DIABO..PARA TER SUCESSO DE VENDAS!
Uma peça plástica cujo formato lembra uma cruz invertida assusta supersticiosos donos das motocicletas Honda CG 150 Titan. Uma onda de boatos na internet se espalha por todo o País e sugere que a cruz, instalada no farol, é amaldiçoada, resultado de um pacto feito com o diabo pelo engenheiro projetista do veículo. Muitos proprietários estão retirando a peça, o que pode causar dano à moto. “Em 35 anos de Brasil nunca vimos um absurdo tão grande”, diz um porta-voz da Honda. A empresa, porém, não descarta a possibilidade de alterar o desenho da peça para evitar problemas. A boataria na internet, fenômeno chamado de hoax, começou há um mês. Em São Paulo, até o dono de uma grande loja de motos na região central retirou a peça, mas pede para não ser identificado. Segundo relato que circula na internet, um engenheiro da Honda fez pacto com o demônio para que a moto fosse sucesso de vendas. Em troca, desenhou a cruz de cabeça para baixo que fica no farol e prejudica os usuários. Após se recusar a atender pedidos dessa força maligna, ele ficou doente e pede às pessoas para retirarem as cruzes para salvar sua vida. Em Cataguases (MG), cidade com 70 mil habitantes a 300 quilômetros de Belo Horizonte, a cruz amaldiçoada, junto com a Copa, é tema favorito em bares e rodas de amigos. O dono da única revenda Honda local, a Moto Bela, Luiz Cláudio Boechat, dedica parte de seu tempo a dar explicações a clientes e pessoas que o param na rua. “Vários donos de motos vão à loja e pedem para tirar a peça. Recomendo que não tirem, mas, se insistem, fazemos o serviço por R$ 5 e avisamos da perda de garantia de serviços na parte elétrica”, diz Boechat. Muitos motociclistas fazem o serviço por conta própria. “A maldição para mim acabou”, informa o comerciante Sebastião Lúcio de Moraes. Dono de um açougue, adquiriu a CG 150 no ano passado e conta que, recentemente, escapou de dois acidentes. Em um deles, “quase entrei de frente em uma carreta.” Moraes soube do fenômeno por um amigo que também retirou a cruz “e ficou todo arrepiado”. Com 41 anos, ele sempre teve moto e só não vende a atual porque foi adquirida pelo financiamento e há várias prestações a serem pagas. Segundo Boechat, por enquanto não houve prejuízo nos negócios. A loja vende em média 140 motos ao mês. A concorrente Sun Motors, revenda Sundown, informa que seus negócios aumentaram. “Pode ser bobagem, mas sempre há gente que não quer correr o risco”, diz o vendedor Jeferson Xavier. A Honda recebe inúmeros e-mails de clientes, alguns com críticas pelo fato de a empresa ter recorrido a pactos demoníacos. Não bastasse a cruz, o nome do pneu da moto - City Demon, da Pirelli -, está sendo traduzido como Cidade Demônio. Por considerar o boato “absurdo e descabido”, a Honda limitou-se a divulgar nota informando que a peça, chamada de Clamp H 25 tem a função de proteger e posicionar adequadamente a fiação principal localizada na parte interna do sistema de iluminação do farol, a fim de evitar rompimento dos fios ou mau contato. A retirada dificulta a manutenção do farol e a vida útil da fiação é reduzida. Em maio, as vendas da CG 150 atingiram 38,5 mil unidades, o melhor resultado mensal do ano.